in

Você sabe o que é CTA?

cta
Business office workplace with notebook male hands top view vector illustration

CTA é a sigla da expressão Call to Action, ou “Chamada para Ação”. Essa técnica, típica do marketing digital, tem como função primordial induzir o leitor ou cliente a realizar alguma ação, pois o ambiente online é um ótimo cenário para sua utilização.

No entanto, não é uma ação exclusiva da internet, sendo muito empregada em placas, outdoors, front light banner, panfletos e nas demais estratégias do marketing tradicional.

Independente do setor ou segmento do seu negócio, ou se pretende se posicionar na web por alguma razão não empresarial, saber como usar essa técnica a seu favor pode gerar bons resultados.

Por questões didáticas vamos usar exemplos comerciais, mas saiba que, se seu propósito é ser um youtuber e/ou  influenciador das redes sociais, todo conteúdo presente nesse artigo se aplica a você também.

Continue lendo para entender o que é CTA, como desenvolver um e quais os benefícios de adotar essa prática.

Afinal, o que é CTA?

O CTA é compreendido como qualquer chamada, visual ou textual, que induza o receptor da mensagem, como o visitante de um e-commerce, como uma loja de informatica notebook, por exemplo, a realizar alguma ação.

Podemos falar que se trata de uma ferramenta primordial para promover suas ações promocionais, colocar em prática uma estratégia de marketing de conteúdo eficiente e gerar leads.

As possibilidades de CTA são praticamente infinitas e devem ser usadas estrategicamente para levar o usuário para o próximo passo dentro do seu funil de vendas. A seguir, acompanhe as dicas para um uso eficiente dessa técnica.

Como desenvolver uma chamada para ação

Saber definir o tipo de Call to Action para cada objetivo e situação exige conhecimento, e é isso que determinará a eficácia daqueles usados nas estratégias de uma entrega de encomendas com motoboy ou quaisquer outros tipos de negócio.

Falaremos sobre as boas práticas gerais para a compreensão do desenvolvimento dessa técnica e alguns exemplos para nortear o entendimento. Veja 6 passos para considerar e fazer boas escolhas:

  1. Considere o estágio do funil de vendas;
  2. Entenda muito bem quem é a persona;
  3. Analise o nível de conhecimento da persona;
  4. Escolha o formato do CTA;
  5. Saiba o objetivo da chamada para ação;
  6. Faça testes A/B.

A base dessa estratégia é o diálogo, então é necessário saber com quem se fala, quando,  como e por quê se fala.

De forma geral, o marketing digital é caracterizado pela personalização do conteúdo, e todas as premissas necessárias para seu desenvolvimento, valem aqui.

O seu plano de marketing precisa estar em mãos com detalhamentos sobre o funil de vendas, público-alvo, persona(s), objetivos e estratégias.

Só assim você saberá como conversar diretamente com o público. Mas tenha muito cuidado para não subestimar nem superestimar o conhecimento das personas desenhadas para uma estratégia de vendas de ferro de passar a vapor profissional, por exemplo. 

Também tenha muita atenção com o formato e objetivo do seu CTA: existem diversos, como texto, botões, barras laterais ou imagens, e a escolha vai ser feita de acordo com o objetivo da ação. Quanto a isso, trata-se da ação a ser cumprida pelo usuário. 

Separamos aqui uma pequena lista dos objetivos mais comuns, mas não existem pré-definições, e o que realmente vale como diretriz é o contexto em que estão inseridas, ou seja, o conteúdo utilizado. 

Confira algumas finalidades muito comuns:

  • Gerar tráfego para outras páginas;
  • Seguir nas redes sociais;
  • Compartilhar, curtir e comentar postagens e conteúdos;
  • Recomendar um download;
  • Inscrições em uma newsletter;
  • Assistir um vídeo;
  • Direcionar para uma landing page;
  • Participar de um evento;
  • Baixar um e-book.

O último passo para o desenvolvimento de um bom CTA é testar sua performance: busque avaliar todos os parâmetros, como cores, textos, imagens e links.

Logo, ao produzir um blog post relacionado à adesivacao de carros propaganda, certamente deve-se optar pelo formato que gerar melhores resultados.

Exemplos de CTA

Conforme comentamos, o CTA certo depende do contexto que se encontra, como o canal de comunicação, o conteúdo associado, o objetivo e o comportamento do público, principais diretrizes para a definição da estratégia.

As ferramentas de divulgação e recursos disponíveis, principalmente no meio digital, são extremamente diversificadas. 

A seguir pontuamos algumas situações e exemplos, em que o uso dessa técnica é indispensável:

1 – Os anúncios

Geralmente, os anúncios são textos curtos feitos a partir de um investimento, seja nos anúncios pagos ou links patrocinados.

Ao promover campanhas para a divulgação de um produto, como um novo modelo de impressora plotter roland, você deve caprichar na chamada para ação, para garantir um ROI (Retorno sobre o Investimento) rápido, por exemplo: “Clique aqui e garanta a sua”.

2 – As ofertas

As ofertas, assim como os anúncios, são estratégias promocionais e, da mesma forma, precisam de uma boa chamada para a conversão em vendas.

No caso das ofertas, criar um senso de emergência no usuário é importante, visto que nesse caso o foco é a venda imediata. Um exemplo de CTA é o seguinte: “ganhe X% de desconto clicando aqui”.

3 – Redes sociais

As redes sociais são diversificadas, como Instagram, Facebook, LinkedIn, entre outras, sendo importantes ferramentas do marketing digital. 

Cada uma possui sua linguagem, função e emprego próprios. Mas, de forma geral, o objetivo é criar engajamento, então expressões como “curta nossa página”, “comente”, “compartilhe”, cabem muito bem.

4 – E-mail marketing

Um bom e-mail marketing conta com os CTAs próprios de acordo com cada etapa do funil de vendas para qual a campanha é direcionada. 

Podem ser ótimos meios para qualificação de leads, ao haver engajamento na ação ou não. Por exemplo: “Clique aqui e baixe nosso e-book ”.

5 – Home e páginas do site

Estar em seu site já é um bom indício de que o cliente está interessado em seu serviço ou produto, sendo um ótimo momento para caminhar no funil de vendas. Aproveite para distribuir CTAs, como “Faça aqui seu orçamento de embalagens delivery personalizadas”.

6 – Postagens no blog

Normalmente os conteúdos de blog são direcionados para o topo do funil de vendas, ou seja, sua finalidade é atrair a maior quantidade de visitantes para outras páginas.

Isso não significa que um blog não seja uma excelente ferramenta para conteúdos de meio e fundo de funil também, quando a meta já é a venda. 

Dessa forma os blog posts são mais uma local em que o CTA se faz indispensável. Mas esteja atento ao alinhamento entre a chamada para ação e o objetivo de cada etapa para a qual o conteúdo foi desenvolvido.

Aqui, um exemplo de CTA pode ser: “Se você quer saber mais sobre nossos cases de sucesso, confira esses posts”, então pode listar links de outras postagens, no contexto referido.

Os blogs também podem usar CTAs em banners personalizados, o que costuma ser bem recebido pelo usuário, por ser visualmente atrativo.

6 – Em vídeos

Estratégias com vídeos possuem alta receptividade e costumam ser fundamentais na manutenção do engajamento, mas poucas plataformas permitem o uso de links nos vídeos,  embora o YouTube permita a linkagem para outros conteúdos.

Mas, nesse caso, o vídeo em si já é um excelente veículo para a CTA, feito de maneira integrada ao próprio roteiro, de forma natural, como um incentivo ou sugestão.

Outra possibilidade de emprego da CTA é na descrição, que reforça o que foi falado no vídeo, podendo ser um exemplo de CTA: “Para entrar em nosso grupo do WhatsApp, basta clicar no link da descrição”.

Vantagens de adotar essa prática

O CTA pode ser usado para as mais diversas finalidades dentro de blogs, sites, indicações de aplicativos, postagens em redes sociais, entre tantas outras possibilidades. 

É um instrumento da Programação Neurolinguística (PNL), ao criar um diálogo direto com o interlocutor da mensagem e um importante processo de geração de empatia.   

De forma objetiva e simples, podemos resumir as vantagens do emprego de CTAs em uma palavra: conversão.

O Call to Action vem como um guia amigável do usuário para direcionar suas ações no ambiente em que se encontra, caminhando assim de forma natural pelo funil de vendas da estratégia em que foi empregada.

Por exemplo, em postagens do blog de conteúdos musicais de uma empresa fabricante de microfone condensador, elas devem estar presentes em todas as postagens.

São as CTAs que direcionam o tráfego dos usuários, interligam diferentes plataformas, como redes sociais, canais no YouTube, e-commerce, blog, além de gerar leads, engajamento, vendas e muito sucesso para seus negócios.

Considerações finais

Por fim, desenvolva seus CTAs com inteligência, afinal, eles são a “cereja do bolo” do seu conteúdo, dentro da estratégia de marketing desenvolvida. 

Você pode criar o melhor conteúdo do mundo, mas sem uma CTA, dificilmente ele terá alguma conversão, pois o usuário não saberá o que fazer a partir dali.

Nesse artigo, você pôde conferir a importância e complexidade dessas pequenas expressões. Aconselhamos ser estratégico para obter bons resultados.

Após a definição e estruturação do seu CTA, não se esqueça de fazer um teste A/B, de forma a avaliar os resultados na estratégia usada e otimizá-la, além de que o Google Analytics é uma ótima ferramenta para análise de performance.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Quais os cuidados necessários ao elaborar uma publicidade?

    bcg

    Você sabe o que é matriz BCG?