in ,

Você sabe o que é CPM?

voce-sabe-o-que-e-cpm
Business analytics, commerce metrics, SEO. Cost per acquisition CPA model, cost per conversion, online advertising pricing model concept. Bright vibrant violet vector isolated illustration

Os anúncios pela internet, ainda que pareçam algo novo, já estão em pleno funcionamento há mais de uma década, experiência esta que foi levando anunciantes e veículos e encontrarem as melhores maneiras de precificar uma promoção, como no caso do CPM.

Esta é uma das várias maneiras de colocar um preço para uma publicidade na internet, levando em consideração as visualizações que uma página na internet recebe, como uma loja online de brinquedos que faz propaganda para uma escola ensino fundamental.

Entender como esse índice é calculado, e o que significa a potencialidade das impressões de uma página, pode fazer com que os profissionais envolvidos na proposta de anúncio se sintam cada vez mais por dentro do acordo, e saibam investir bem nisso.

Ainda assim, são necessárias estratégias bem desenvolvidas para entender não apenas quanto pagar, mas onde de fato colocar a veiculação de, por exemplo, um notebook novo em um blog sobre tecnologia, famoso entre as pessoas que são o público-alvo.

No artigo de hoje, vamos entender um pouco mais sobre a crescente popularidade dos anúncios, o que de fato é o CPM, de que forma sua empresa pode calculá-lo e qual a verdadeira função dessa ferramenta para anunciantes. Acompanhe a leitura!

Afinal, o que é o CPM?

O Custo por Mil Impressões (CPM) é uma forma de apontar o custo de uma campanha, baseando-se principalmente na quantidade de acessos que o anúncio tem, neste caso, sendo considerada a visualização por mil pessoas. 

De modo geral, podemos dizer que o CPM só pode acontecer em casos onde os sites já trabalham com um índice bem maior do que mil visualizações, como grandes plataformas e blogs, visto que este é o número inicial utilizado pelo cálculo.

Por exemplo, o dono de uma sala comercial pequena resolve fazer um acordo de anúncio com uma empresa de contabilidade famosa em uma cidade, que costuma produzir conteúdos constantes sobre o tema, o que elevou a importância para os internautas.

Para isso, a parte interessada precisa saber, com antecedência, qual o valor de CPM cobrado pela empresa, ou se a mesma deseja colocar esse valor a partir do que ela pode investir, já que nem todas as companhias podem trabalhar sem valores estipulados.

Em um outro caso, uma consultoria de entregas rápidas pode entrar em contato com alguns sites voltados ao empreendedorismo, do qual muitos empresários costumam buscar anúncios em banners, justamente para aumentar a sua carteira de clientes.

A companhia deixou claro que só poderia trabalhar com um investimento de R$ 6 mil, algo que não poderia ser ultrapassado, mas também sem trazer resultados abaixo do esperado. 

É importante pontuar que, diferente de outros métodos de custos de campanhas, o CPM visa a quantidade de impressões na página, ou seja, sempre que uma pessoa visualizar um anúncio, só mesmo ao entrar em uma página, já é feita a contabilidade.

Essa é a mesma realidade, por exemplo, de um outdoor, que fica em uma localidade de uma cidade e pode ser visto por diferentes pessoas, ainda que nem todas tenham algum tipo de efetividade em ações, como no caso de um interesse de compra.

De todo modo, empresas como um grupo de gestão patrimonial vão sempre precisar da máxima visualização para que seus produtos e serviços sejam conhecidos e solicitados, o que faz a prática ser, de maneira geral, satisfatória para as empresas.

Qual sua principal função?

Uma das principais funções da utilização do CPM é dar uma uma espécie de entendimento sobre quanto custa o investimento de uma empresa em veicular seus anúncios em um site, de modo que o resultado principal seja alcançado e de fato bem aproveitado.

Isso acontece porque, em casos de vendas ruins, uma companhia que investiu nos anúncios por meio do CPM, pode entender que o público daquele site não comprou bem aquela propaganda, ou até mesmo que nem se interessaram pelo anúncio.

Por exemplo, ainda que não pareça, o banner de um anúncio é de fato o que vai chamar a atenção do cliente, afinal, é ali que ele vai conhecer a sua empresa, e assim poderá ser levado a comprar com você, ou até mesmo entrar para a carteira de leads do negócio.

Pensando em um lado da produção de conteúdo, nada interessante pode fazer um efeito contrário, eliminando potenciais chances daquele cliente ir até sua empresa, fazendo com que outras pessoas também tenham esse ponto de vista.

São muitas as possibilidades que podem acontecer, mas por serem mil visualizações, é uma método que realmente traz uma base boa para o estudo da empresa, além de também servir para que o negócio entenda o quanto pode ser investido por mês.

Por exemplo, uma sala comercial compartilhada que ganha R$ 10 mil por mês e tem como valor de CPM R$ 100, já sabendo o quanto ela investe por mês em anúncios, e o quanto de resultado eles sabem, esse negócio saberá o quanto para ela é eficiente pagar.

De uma maneira ou de outra, o CPM também mostra aos anunciantes aquilo que de fato eles devem percorrer dentro de seus ganhos, para que de fato possam contribuir com uma boa publicidade, fazendo de seus gastos e ganhos um foco de investimento.

Como o CPM pode ser calculado?

Calcular o CPM é uma jogada simples: basta colocar o valor que será investido em uma campanha como superior na divisão com o número de pessoas atingidas multiplicado por 1.000. 

Veja no exemplo a seguir um pouco mais sobre esse calculo:

Uma empresa de cosméticos naturais que pretende divulgar seus produtos em um site do mesmo nicho, e deseja descobrir o CPM da campanha, a partir de 5 mil reais investidos e das pessoas atingidas, que foi de 500.000.

Ou seja, podemos encontrar o valor de CPM sendo R$ 10. O valor pode servir para verificar o quanto a companhia precisa ganhar por mês para que possa investir, conquistando esses resultados com maior frequência.

Em outro caso, o veículo que for fazer esse anúncio pode conceder o número de CPM já fechado, dando para a empresa aquilo que ela poderá aceitar, e entendendo o quanto ela deve investir, baseado em sua veiculação comum no site, ou seja, pessoas que acessam.

Nessa situação, no caso de um CPM igual a R$ 40, e um número de visitantes na casa dos 700.000, podemos entender que o valor investido pelo negócio precisa ser R$ 28 mil.

A crescente popularidade dos anúncios

Na era digital, todas as noções de publicidade e propaganda foram atualizadas. Afinal, se antes veiculamos anúncios de nossas empresas em outdoors e até mesmo canais de televisão, hoje o foco dessa veiculação acontece nas principais plataformas da web, como:

  • Sites;
  • Blogs;
  • Aplicativos;
  • Redes sociais.

De certa forma, isso trouxe uma leveza em questão do foco no cliente, visto que sites, como de uma empresas de instalação elétrica, podem apresentar públicos cada vez mais próximos daqueles esperados por construtoras, o que pode auxiliar as vendas.

Então, a segmentação é a base dos anúncios pela internet, isto é, que cada site, seja de vendas ou de conteúdo, possui um público específico que pode ser alinhado com o cliente ideal de uma empresa, fazendo assim uma troca justa e valiosa entre as partes.

Por conta das principais tecnologias, como os smartphones e as redes sociais, as visualizações em sites têm aumentado ainda mais. 

Isso porque muitas pessoas, por meio de estratégias bem formuladas, acabam sendo direcionadas a consumirem um conteúdo em links externos.

Por exemplo, uma empresa de abertura de cofre, por meio de seus conteúdos nas redes sociais, como Instagram e Facebook, levam consumidores e potenciais compradores para uma página online de conteúdo, como um blog, onde se encontram os anúncios.

Mas, em todo o caso, tanto para o veículo quanto para o anunciante, é interessante que sejam entendidas as melhores formas de, respectivamente, pagar e cobrar por isso, evitando que haja exageros ou falta de investimento de ambos os lados.

Considerações finais

O Custo por Mil Impressões é uma das mais seguras e importantes ferramentas para que empresas e veículos de anúncio, como sites e blogs, possam contabilizar tudo o que envolve a veiculação de um anúncio publicitário, contando com aspectos próprios.

Dentre eles, estão a disposição de investimento pela empresa, que pode trabalhar com um valor fixo, ou do próprio site, que estipula, a partir de seus visitantes, o quanto deve cobrar para que as empresas atinjam seus objetivos, e consequentemente, obtenha mais vendas.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

copywriting

Você sabe o que é Copywriting?

youtube

5 Estratégias para aumentar as visualizações no YouTube.