in

Seu gato é fofo ou obeso?

Saiba o que fazer quando o seu bichano está acima do peso.

A fofura é uma característica quase inerente aos nossos pets. Os gatos, por exemplo, são criaturas adoráveis e que deixam qualquer um apaixonado ao ronronarem ou mesmo se enroscarem nas nossas pernas.

No entanto, é preciso distinguir fofura de excesso de peso, porque os gatos também sofrem com o problema da obesidade, e isso pode causar sérios prejuízos à saúde deles. Uma alimentação equilibrada com os nutrientes essenciais é fundamental para uma mudança positiva de peso.

Se você quer saber se seu gato está gordo ou obeso, basta conferir as dicas a seguir.

Qual é o peso ideal de um gato?

É difícil responder a essa pergunta porque não há uma resposta definitiva, já que existem espécies maiores e menores, bem como variantes, por exemplo, idade e sexo, que podem deixar o bichano mais ou menos pesado.

Ainda assim, há um peso médio que é considerado normal entre os gatos: entre três e quatro quilogramas nas fêmeas, e quatro e cinco nos machos, tratando-se de um animal sem raça definida (o famoso “vira-lata”).

Também existem alguns parâmetros que vão te ajudar a analisar o peso do seu animal, já que nem sempre ele vai ser “educado” e calmo o suficiente para que você o coloque sobre uma balança.

O primeiro é a percepção da cintura logo após o tronco. Em animais com o peso normal, a cintura fina é facilmente vista, enquanto, nos gordos e nos obesos, essa definição é quase inexistente. O abdômen dos bichanos gordos também costuma ser arredondado, e os pets têm mais dificuldade na locomoção.

Se, ao tocar as costas do gato, você consegue sentir as “pontas” dos ossos das costelas e do quadril, é sinal de que ele está com o peso na medida certa. Lembrando que isso não significa que a ossada tenha que estar muito visível a olho nu! Quando for assim, o animal pode estar desnutrido e magro demais.

Tal qual nos humanos, a obesidade em gatos também pode desencadear outras doenças, como hipertensão, diabetes, colesterol alto, complicações após o uso de analgésicos, dificuldade de locomoção e até menos resistência a períodos mais quentes, prejudicando a qualidade de vida.

Embora essas dicas possam te ajudar a perceber se o felino está ou não acima do peso, caso as dúvidas continuem, o ideal é procurar um médico-veterinário, que fará uma avaliação da saúde do seu pet e irá indicar qual é a dieta adequada para aquele momento.

O que fazer se o gato estiver obeso?

Nada de desespero! Se você percebeu que o animal está gordo, algumas mudanças devem ser feitas para que ele consiga emagrecer de forma saudável e sem tanto sofrimento.

A mudança mais importante será feita na alimentação que, principalmente nesses casos, deve ser indicada por veterinários. Isso porque o animal não deve sofrer dietas restritivas e acabar perdendo os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. Além disso, já existem rações próprias para gatos obesos.

Outro cuidado que você deve ter é evitar alimentá-lo com os adorados petiscos, banindo de vez qualquer alimento humano, como sobras e farelos. Um animal que já apresenta problemas de saúde, um dos agravantes da obesidade, deve receber uma ração medicamentosa, mais uma vez, por indicação veterinária.

A presença de atividades físicas também é outra medida superimportante para manter seu gato ativo e ajudá-lo a perder peso. Use brinquedos que despertem a atenção dele, fazendo com que se movimente brincando. Dessa forma, o processo de emagrecimento será muito mais fácil e prazeroso para o seu pet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba como aproveitar os feriados prolongados em 2021

Sala de jantar: como organizar para receber os amigos