in

Que tipo de cobertor é o mais quentinho para os dias frios?

Saiba como escolher a melhor peça para garantir seu aquecimento em baixas temperaturas.

O inverno está chegando e, com ele, as noites mais frias. Estar devidamente agasalhado na hora de dormir tem influência direta na qualidade do nosso sono e, consequentemente, no nosso bem-estar, essencial para que se tenha disposição e produtividade no dia seguinte. 

Em larga escala, noites mal dormidas prejudicam nossa saúde, trazendo doenças e cansaço mental e físico. Por isso, procure ter uma boa noite de sono, se aquecendo de maneira adequada. Mas, com tantas opções no mercado, fica difícil saber qual o melhor tipo de cobertor. Manta, edredom ou colcha? Este artigo te ajudará a analisar cada peça e descobrir qual a melhor para você e sua casa.

Encontre também tudo sobre : Ambulância particular

Qual a diferença?

Você sabe a diferença entre mantas, colchas e edredons? Apesar da mesma funcionalidade — nos proteger do frio — elas são peças distintas.

Manta

As mantas podem ter diversas cores e serem feitas de diferentes materiais: naturais, como lã ou algodão, ou sintéticos, como a microfibra. Geralmente, as mantas são cobertores leves e felpudos. São ótimas em dias de pouco frio ou para serem usadas no inverno em regiões menos geladas. As mantas são versáteis, podendo ser usadas também no sofá para assistir a um filme no maior aconchego

Colcha

As colchas são semelhantes às mantas — ambos são isolantes térmicos —, mas são mais finos e compactos. As colchas se diferenciam por seu aspecto mais rústico, como a presença de acabamento com bordados, babados ou por serem confeccionados na técnica de patchwork, a famosa colcha de retalhos. Ela é uma peça ideal para dar um toque final ao visual do quarto. Na verdade, entre as três peças, esta é mais pensada para fins decorativos. Não à toa, também é conhecida como cobre-leito.

Edredom

Já o edredom é bastante espesso, pois é revestido de tecido e “recheado” com camadas de materiais naturais, como penas, plumas e algodão, ou, ainda, sintéticos, como a manta siliconada, feita de poliéster. Materiais naturais são mais quentes, mas mais delicados e requerem mais cuidado para a limpeza. Os sintéticos geralmente são hipoalergênicos.

A qualidade e quantidade de preenchimento indica se ele confere maior isolamento térmico, ou seja, se retêm mais calor e bloqueiam melhor o frio. Antes de realizar a compra, observe a descrição do produto para saber quantas camadas de preenchimento a peça tem. 

Qual o mais quentinho?

Se as noites são de baixas temperaturas, o edredom é o cobertor ideal. Você pode usá-lo junto a uma manta se quiser se aquecer ainda mais. Essa combinação gera muita proteção e conforto. Você também pode fazer uma composição estética com essas duas peças, escolhendo itens que combinem entre si, como com cores afins ou complementares, podendo ser um item liso e outro estampado.

Frequência de uso

Além da funcionalidade da peça e seu nível de aquecimento, a frequência de uso do seu cobertor deve ser analisada para que você faça uma boa escolha na hora da compra. Se você mora em um lugar frio, sendo necessário usar a peça por boa parte do ano, é indicado optar por tecidos não só quentes, mas também resistentes. Se o uso será baixo e a peça passará mais tempo guardada, prefira produtos com propriedades antialérgicas e que sejam de menor volume, para que elas fiquem melhor acomodadas no seu armário.

Para melhor conservar o seu cobertor, lave a peça antes de guardá-la e, se possível, coloque-a em uma embalagem de tecido arejada antes de colocar no armário, para que ela se mantenha sempre limpa e sem acúmulo de poeiras, evitando deterioração e alergias futuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 passos para organizar a vitrine da loja e conseguir mais clientes

eventos

Anúncio em eventos: Por que adotar esta prática?