in ,

Por que investir em Lives?

Lives

A pandemia do coronavírus levantou e confirmou hipóteses de comunicação e de marketing que antes eram apenas uma tendência, como é o caso das transmissões ao vivo, ou live. Hoje, já viraram um must, ou seja, quem não faz, fica para trás.

A demanda por um conteúdo mais digital por conta do isolamento social fez com que houvesse uma valorização nunca antes vista sobre o mercado de streaming ao vivo.

A plataforma Zoom, por exemplo, responsável por realizar chamadas de vídeos, já vinha em uma ascendente impressionante, fechando 2019 com receita líquida de cerca de US$ 622 milhões, alta de 88,4% em relação a 2018. 

Já a receita total de 2020, ano da pandemia, foi de US$ 2,6 milhões, um aumento anual de 326%, mostrando que as videoconferências e lives bombaram entre as pessoas de forma geral, servindo também como estratégia de conteúdo de pequenas a grandes empresas. 

Mas, por que, de fato, investir em lives em suas estratégias de marketing de conteúdo pode ser algo interessante a ser considerado não só agora, que está na moda, mas a longo prazo? Saiba neste conteúdo as principais razões para isso acompanhando a leitura!

A importância do investimento em lives

Como já vimos, empresas em todo o mundo foram praticamente forçadas e impulsionadas, durante a pandemia, a conhecer o poder das lives de diferentes jeitos, para melhorar e aprimorar sua comunicação com os clientes e leads em potencial.

Por mais útil que sejam as transmissões ao vivo, fazendo ou não uso de projeto data center, é importante estar familiarizado com elas e aprender como usá-las corretamente. 

Integrar as lives em sua estratégia de marketing ajudará a sua companhia a alcançar e envolver um público que provavelmente você não conseguiria tão rapidamente de outra forma. 

A seguir, estão alguns dos motivos pelos quais você precisa investir em lives daqui para frente:

1 – Crescimento de lives na indústria 

Quando pensamos em investir em um segmento em específico para estratégias de marketing, é sempre preciso avaliar se o mercado está em pleno crescimento ou se você está pegando aquela onda que está prestes a quebrar. 

O mercado de consumo de lives não vai assentar tão cedo. A pandemia revolucionou o segmento de transmissões ao vivo e as pessoas já acostumaram-se a fazer e assistir às lives.

O que torna um conteúdo de fácil apreensão e compreensão, e muito lucrativo em termos de conquistas de leads e novos clientes, sendo necessário equipamentos como um bom celular, notebook novo e um tripé.

2 – Maior envolvimento do usuário com o seu conteúdo

O conteúdo via streaming ao vivo é único em termos de envolvimento do usuário, seja ele cliente ou não de sua empresa. 

Como as lives são em tempo real, é possível fazer perguntas ao vivo para grandes especialistas, o que agrega um valor imenso para quem está assistindo. 

Diferente de outras plataformas de comunicação, como o e-mail ou os blogs, as lives, que podem ser realizadas em redes sociais como o Instagram e YouTube, criam oportunidades para você e seu público se relacionarem e se conhecerem de forma instantânea. 

Não há voltas, respostas padrões, demora na resposta nem nada disso, o que costuma ser valorizado pelos clientes por promover um relacionamento mais próximo e acessível entre as marcas e os seus potenciais clientes ou clientes já fidelizados. 

É a chance da empresa divulgar sua mensagem principal como marca e se posicionar diante de milhares de pessoas que estarão assistindo à live.

3 – Ferramenta assertiva de experimentação

As lives podem ser fontes fantásticas de experimentação e validação de hipóteses de engajamento do público, bem como de acertos e erros em relação a temas ou abordagens. Esse canal ajuda você a entender o interesse do seu público em um nível mais profundo. 

Quando você notar, suas lives terão um desempenho diferente de acordo com horário, tema, tipo de divulgação, entre vários outros aspectos.

Isso ocorre porque um determinado tipo de conteúdo excita e envolve mais seus espectadores, e você precisa ir descobrindo qual é esse conteúdo que realmente engaja e atrai a atenção. 

Mas, como fazer isso? Promovendo mais lives e cada vez mais diversificadas. 

Com o tempo, você verá os padrões e semelhanças entre as transmissões ao vivo, que vão bem em termos de público, e as que vão mal. 

É importante também sempre fomentar e provocar os espectadores a opinar sobre o conteúdo e fazer pesquisas mais assertivas do que o público-alvo gostaria de ver com mais frequência.

4 – Maneira econômica de fazer vídeo

Os vídeos são um dos principais formatos para atrair público hoje em dia por serem fáceis de consumir, sem precisar necessariamente de algum esforço do público. Algumas dicas do que fazer em sua live são:

  • Entrevistas com funcionários ou especialistas;
  • Falar mais sobre a sua empresa;
  • Lançar produtos em tempo real;
  • Abrir uma sessão para perguntas e respostas.

Mas quando os vídeos são gravados, geralmente, quando se tem gestão patrimonial maior, uma curadoria e se quer o alcance de uma qualidade inquestionável, podem ser caros devido ao equipamento utilizado e das equipes de produção, captação e edição.

Claro que se você for adicionando elementos, como um microfone, uma lapela, um headphone, assinatura paga para transmissões ao vivo, uma equipe de cortes de vídeo e de produção ao vivo, certamente a qualidade irá melhorar. 

Mas tente verificar se só uma simples live, feita de apenas um bom aparelho com projetor de vídeo portátil h80 full hd já é o suficiente, considerando a atração do público. 

Lives podem ser uma boa estratégia de marketing

As lives certamente podem ser uma estratégia de marketing eficaz para expandir seus negócios. Assim como qualquer outra prática de marketing, você deve ter uma estratégia bem planejada para promovê-la da forma mais correta possível. 

Você deve estar pensando como tornar essa estratégia em um grande chamariz para a sua marca que faz remediação do solo ou para os seus produtos. Para isso, veja algumas dicas:

Faça lives recorrentes

Para as lives virarem um produto de maior sucesso dentro da sua marca, é importante manter regularidade e programação consistente. 

O recomendável é, pelo menos, a cada semana oferecer algo novo aos usuários e potenciais clientes. 

Se for uma série com algum intuito mais específico ou o tema já delineado, decida um dia e horário específicos que sua empresa gostaria de fazer essas lives semanais. 

Isso não apenas ajudará você a manter uma programação consistente para o conteúdo do seu vídeo, mas também ajudará os espectadores a entender quando esperar para assistir às suas transmissões em tempo real. 

Reforce sempre para os usuários se inscreverem em seus conteúdos e canais para que eles consigam lembrar e assistir na hora certa. Lembre-se também de fazer um bom aluguel de telão, caso haja alguma oportunidade de fazer isso de forma presencial.

Encontre o seu público-alvo

Quando você está transmitindo ao vivo para fins comerciais, seja de venda direta ou apenas um conteúdo informativo para captação de leads, você precisa ter alguma noção do seu público-alvo.

Por exemplo, vídeos ao vivo podem ser feitos em diversas plataformas hoje em dia, como as redes sociais, o Zoom e o YouTube. Todas elas têm um público mais específico. Por isso, é preciso entender em quais você tem mais engajamento e por quê. 

Tenha um objetivo claro

Assim como qualquer outra estratégia de marketing, as lives precisam de um certo foco e objetivo. Você quer vender um produto, como uma mesa grande para escritório, ou quer promover abertura de contas? 

Quer tornar sua marca mais conhecida, ou ainda, deseja dar maior confiança ao seu público?

Estes são alguns exemplos de perguntas que você deve fazer a você mesmo sobre o real intuito de transmitir as lives para as pessoas. Se você não conseguir responder, provavelmente ninguém irá assistir também. É uma via de mão dupla.

Quanto mais isso ficar claro, melhor para o seu conteúdo na live e para o espectador, que enxergará propósito quando você deixar claro para a sua equipe de marketing o objetivo da transmissão. Fazer só por fazer, como já dissemos, não trará bons resultados. 

Boa nutrição de leads

As lives são boas para serem inseridas em sua estratégia de Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo. Muito alinhado com a proposta do tópico anterior, que você precisa de um objetivo, aqui vamos focar em um: nutrição da sua base de leads. 

Mas, o que é nutrição de leads? É uma forma de você engajar o público que te acompanha e a quem se interessou pela sua marca de uma forma muito natural e paulatina. 

A abordagem geralmente é bastante sutil em termos de produto e de conversão imediata. 

A ideia mesmo é apostar na recorrência de conteúdos a fim de ganhar confiança dos usuários aos poucos e ir nutrindo-os com boas lives sobre temas que deixam os espectadores vidrados e muito ligados no que você ou sua equipe tem a dizer. 

Se você criar um conteúdo atraente que faça esses usuários interagirem bem, como o funcionamento de uma mesa de som profissional, tenha a certeza de que sua empresa está no caminho certo para adquirir mais clientes a longo prazo.

Considerações finais

As lives já pararam de ser tendência para virarem um formato muito popular que as empresas não devem ignorar. 

Isso não apenas ajuda sua marca a se diferenciar do cenário de concorrência vasta, mas também agiliza o engajamento dos usuários. 

As vantagens e aplicações das transmissões ao vivo são ilimitadas a ponto de serem ferramentas incríveis para se relacionar e conseguir cada vez mais clientes.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MIV

O que é Motion Graphics?

conteúdos personalizados

Por que investir em conteúdos personalizados?