in

O que é diagramação?

diagramação
Analyst working at laptop with automation process. Business process automation, business process workflow, automated business system concept. Bright vibrant violet vector isolated illustration

Importante para o design gráfico, a diagramação é o processo de arranjo dos elementos que fazem parte de um infográfico, revista, jornal ou peça publicitária. 

Considerando os espaços limitados de uma página ou cartão, o profissional de diagramação é um maestro que organiza a função de cada aspecto, seja o texto, fotografias ou símbolos, de modo a traduzir em imagem os anseios do consumidor.

Compreendendo um grande ramo de atuação, os conceitos da área podem ser aplicados na criação de sites, cartões de visita para empresas de conserto de ar condicionado de janela, livros, álbuns de música e fotos, relatórios empresariais. 

A diagramação é fundamental para todas as empresas e indivíduos que trabalham com a produção de conteúdo, seja ele físico ou para a web. 

Une-se a ele percepções de outros segmentos, como estrutura de páginas e aplicativos virtuais. 

Por isso, os profissionais que atuam neste segmento são marcados por sua versatilidade. 

Entender, com profundidade, a dimensão e importância de sua atuação requer a definição da área a que faz parte: o design gráfico. 

A importância da diagramação para o design gráfico

Design gráfico é uma área do conhecimento responsável pela elaboração de peças gráficas textuais ou não-textuais, de modo a sincronizar arte e técnica. 

Por seu resultado final limpo e otimizado, é utilizado majoritariamente por empresas e outras organizações impessoais. 

Seu trabalho consiste na transformação de conceito em símbolo, como a criação de uma identidade de marca. 

Um exemplo de atuação do design gráfico pode ser visto no padrão de cores, símbolos e no logotipo de uma empresa de frete de cargas.

A escolha da cartela de cores, o desenho da logo e a disposição de suas peças gráficas, como letreiros, fachadas de recepção, cartões e banners, além da aparência de seu site e uniforme fazem parte do conjunto de atividades exercidas por este segmento. 

Assim, o design gráfico pode ser dividido entre especialidades, como: 

  • Tipografia: estudo dos compostos textuais, como fontes, estilos, formatos, arranjos. 
  • Diagramação: distribuição de elementos gráficos em uma página.
  • Desenvolvimento web: criação e implementação de elementos em páginas online.
  • Fotografia: confecção e edição de imagens e vídeos. 
  • Ilustração: desenvolvimento de desenhos.

Sendo a diagramação um segmento voltado para a organização de todos os elementos em um espaço pré-determinado, é seguro compará-lo a um gestor dos aspectos que compõem o produto gráfico direcionado a um público-alvo. 

A diagramação introduz ao material gráfico o conceito de harmonia, por meio do estudo de cores, posições e simetria, o diagramador é capaz de definir como a disposição de elementos pode auxiliar na transmissão da mensagem correta. 

Tal trabalho pode ser demonstrado por meio da inserção de conceitos que definem a diagramação em suas tarefas diárias.

Linha: orientação e tom da comunicação

O conceito de linha para a diagramação parte de seu uso como forma de orientar a audiência à visualização das partes por sequência, criando um efeito visual que força o olhar para determinada direção. 

As linhas também são utilizadas no processo de ilustração, a criação de desenhos que são incluídos em uma peça gráfica. 

O diagramador pode utilizar o recurso de linha para harmonizar o desenho à composição completa da página. 

Assumindo formatos horizontais, verticais, diagonais e com estilos ondulatórios e de ziguezague, as linhas são um recurso da diagramação que comunicam o tom da linguagem, seja ele informal, dinâmico ou tenso e profissional. 

O leitor pode experimentar este conceito ao visualizar uma peça publicitária que apresente linhas diagonais de orientação, como o anúncio de matrículas em uma creche período integral, seu olhar se moverá na direção destas linhas. 

Este recurso é valioso para as peças publicitárias que possuem informações que podem ser compreendidas caso lidas sequencialmente. 

Além de guiar o leitor, as linhas auxiliam o diagramador na organização dos demais elementos de página. 

Escala: combina elementos de diferentes tamanhos

A escala é um recurso da diagramação que define a hierarquia de elementos em uma página. 

O profissional calcula os diferentes tamanhos dos elementos de imagem, texto ou símbolo que serão incluídos na peça, buscando o melhor arranjo. 

Considere um relatório referente a laudo técnico de insalubridade, contendo um conjunto de texto, gráfico e imagem. 

A diagramação é a parte que formata todos estes elementos de modo que seja harmonioso e facilite a associação destas informações. 

Uma peça gráfica, seja ela de todo tipo, é um modo de comunicação textual e não-textual que passa uma mensagem objetiva e outra subjetiva. 

Um anúncio de perfume, por exemplo, exibe elementos que remetem às sensações de felicidade e prazer associadas ao uso do produto, junto à linguagem objetiva dos telefones, preços e endereço do estabelecimento. 

A escala busca a melhor maneira de compactar todas estas informações, sinalizando quais aspectos são de maior e menor importância de acordo com o tamanho e posição dos objetos. Um exemplo de escala é um anúncio de programa de demolição de casas.

Os apresentadores e fotos do conteúdo ganham destaque em relação a outros elementos, como cenas secundárias e participantes. 

A atenção da audiência é voltada para os objetos de maior tamanho, no centro do banner, movendo-se para os itens periféricos. 

Cor: estabelecimento de identidade

Um dos aspectos mais decisivos para a identidade visual de uma marca são as cores utilizadas em sua logotipo e nos materiais associados aos seus produtos, como peças publicitárias, uniformes e rótulos de mercadorias. 

A diagramação toca na teoria das cores, onde a relação entre impressão psicológica e visualização da cor são exploradas de modo a construir esta mensagem subjetiva por trás do material gráfico. 

Uma empresa de elevador carga que deseja criar uma logotipo, orienta um diagramador sobre sua missão e valores, bem como as características mais proeminentes do empreendimento, as quais podem ser traduzidas em cores, como: 

  • Azul: cor fria, ligada a segurança, produtividade, confiança; 
  • Laranja: cor quente, ligada a criatividade e energia; 
  • Roxo: cor fria, ligada a nobreza, imaginação, riqueza; 
  • Vermelho: cor quente, indica dinamismo. 

A cor é um elemento indispensável pelo branding por aumentar o seu reconhecimento em dimensões significativas. 

O trabalho da diagramação é organizar toda a paleta de cores da peça gráfica de forma a melhorar a percepção da mensagem central. 

Simetria: organização de colunas

A simetria é um recurso da diagramação usado especialmente no posicionamento e extensão das colunas de texto em um material gráfico. 

Consiste na criação de uma equivalência entre dois lados de um mesmo desenho ou imagem. Como a peça gráfica é visualizada como uma coisa só, a simetria equilibra os dois lados da folha, banner ou site trabalhado.

Além da simetria ser essencial para a harmonia do conjunto, é um recurso que pode ser combinado a outros, como o espaço negativo, o intervalo vazio entre dois elementos de uma peça gráfica. 

Muitos projetos trabalham com o espaço negativo para criar outras formas, sejam humanas, de animais ou de linhas, conferindo um acabamento sofisticado e criativo para a composição. 

Dicas para uma diagramação profissional

Para aqueles que possuem projetos pequenos ou desejam fazer simples ajustes, de modo que contratar um diagramador seria um serviço pouco acessível, é viável aplicar conceitos da área para melhorar banners, sites, catálogos e até mesmo fotografias. 

Use imagens e conheça seus formatos

Uma dica básica para a diagramação diz respeito a composição das imagens e o impacto de seu uso no resultado final. 

Um demonstrativo da importância das imagens em uma peça gráfica está no funcionamento da memória humana. 

Cerca de 90% das informações coletadas e mantidas na memória são visuais, tornando grande parte do aprendizado e reconhecimento de figuras, indivíduos e conhecimentos de bateria 80 amperes, um trabalho mais facilmente realizado por imagem. 

Infográficos e textos que recebem imagens, sejam desenhos ou fotografias, são considerados mais atrativos pelo público online, atraindo um maior fluxo de acessos em plataformas online. 

Conhecer os formatos das imagens, como JPG, PNG e GIF que se utiliza é importante para efetuar o tipo de tratamento necessário para impressões, sobreposições em editores de imagem, adição de movimento e manipulação de vídeos.

Habilite a ferramenta de grid

Uma dica que toca a fotografia, a ferramenta de grid está presente nos principais editores de imagem e câmeras fotográficas, desde as mais profissionais às mais econômicas, acopladas em smartphones

O usuário pouco habituado ao recurso pode habilitar a ferramenta nestes dispositivos e replicá-la, manualmente, no local onde executa sua diagramação. 

A ferramenta grid é um recurso de alinhamento com base no tracejo de grades na imagem. 

A função destas grades é orientar o editor quanto aos locais de maior destaque ao olho humano no momento de posicionar algum elemento na imagem ou peça gráfica. O recurso pode ser desabilitado a qualquer momento. 

Os objetos que possuem o maior destaque durante a visualização são posicionados nas intersecções de cada quadrante, ou seja, nos pontos em que as linhas se cruzam. 

Conheça aplicativos de edição

Para além dos estúdios profissionais, atualmente estão disponíveis aplicativos e ferramentas de edição que auxiliam a diagramação de qualquer produto visual, e em muitos casos, combinando formatos distintos de objetos. 

Com softwares disponíveis para mobile e desktop, além de tutoriais simples para manuseio e exploração de todas as suas funcionalidades, uma oficina de troca óleo câmbio, por exemplo, pode fazer suas peças publicitárias a baixo custo. 

Conclusão

Resumindo, a diagramação é um recurso indispensável no momento de criação de qualquer peça visual, seja ela impressa ou exibida em plataformas digitais. 

A utilização dos conceitos desta área garante a harmonia e potencializa o resultado do recurso em qualquer campanha. 

Aplicada em campanhas de marketing, desenvolvimento de sites e confecção de jornais e revistas, a diagramação é uma importante seção do design gráfico, tocando todos os elementos, textuais ou não-textuais, da produção de conteúdo. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

campanhas

Desenvolvimento de campanhas: Confira 7 Dicas!

clientes

Renovação de clientes: Como elaborar esta técnica?