in

Estrutura Analítica de Projetos: entenda o que é este processo e como ele pode colaborar para o fluxo da empresa

A Estrutura Analítica de Projeto (EAP) consiste em uma técnica para facilitar o gerenciamento de projetos e ajuda os gestores a organizar as etapas de trabalho. Um objetivo complexo pode ser dividido em partes e visualizado com melhor nitidez. Assim, é possível designar profissionais para atividades específicas que colaborem com a realização do projeto.

Essa ferramenta usa um diagrama para organizar o projeto. A visualização dessa forma facilita o entendimento das demandas em forma hierárquica. O diagrama vai se destrinchando, seguindo uma ordem, tanto de prioridade, como de importância, das tarefas a serem executadas. Os gestores podem aplicar essa ferramenta para projetos diversos.

Com esta técnica, as equipes conseguem enxergar melhor o plano como um todo e as atividades necessárias para sua conclusão de forma clara. Com a programação de cada etapa, há uma diminuição de erros e riscos atrelados ao projeto. Outro benefício desta ferramenta é a integração da equipe.

Para montar uma EAP, é preciso elaborar uma estrutura de decomposição do trabalho, demonstrando a relação entre serviços ou resultados e o trabalho a ser executado. O diagrama vai sendo desenvolvido com a estrutura de trabalho baseada nos resultados finais a serem atingidos.

É importante considerar os elementos críticos e coletar dados para elaborar uma EAP. Também é preciso montar a equipe que irá trabalhar no projeto e confiar cada atividade a um membro com tais qualidades para aquele trabalho. Os resultados previstos também precisam estar claramente estabelecidos.

Existem formas diferentes de se montar uma EAP. O foco pode ser nas fases, nas entregas ou até nos subprojetos que a compõem. A estratégia pode ser compartilhada e conversada, até que se afine a estrutura geral e seus desdobramentos. Se uma EAP for utilizada em outro projeto parecido, ela já se encontra como modelo que pode ser adaptado.

Essa estrutura de projeto pode ser incorporada em todas as áreas – desde as criativas, como para profissionais do curso de design gráfico, até as áreas mais analíticas, como estatística e administração. Quem não tem experiência elaborando EAPs pode seguir tutoriais, até pegar o jeito e desenvolver diagramas que ajudem na realização dos projetos.

Com a prática na elaboração desta ferramenta, bem como sua aplicação, é possível ter clareza quanto à visualização e também nas claras definições a serem executadas. Para aprimorar as EAPs, é necessário desenvolver uma comunicação transparente e pedir feedback aos participantes. Assim, é possível afinar elementos que não fluem bem e incorporar outros que facilitem o processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redação

4 dicas para desenvolver uma boa redação publicitária?

Como fazer transferência de veículo?