in

Enem 2021 tem queda no número de inscritos

O número de estudantes inscritos no Enem 2021 surpreendeu, mas por um motivo negativo. Acontece que o Enem 2021 recebeu pouco mais de 3 milhões de inscrições confirmadas. Mais precisamente, são 3.109.762 de estudantes confirmados para fazer as provas do Enem 2021 no mês de novembro deste ano. De fato, esta é uma quantidade significativa de estudantes. Porém, para efeitos de comparação com o número de inscritos nas edições anteriores do Enem, é possível reconhecer que houve uma queda significativa no total de estudantes a fazer a prova no final do ano.

No ano de 2020, por exemplo, o Enem recebeu um total de pouco mais de 6 milhões de inscrições, praticamente o dobro do número de inscritos neste ano de 2021. Ou seja, não dá para ignorar o fato de que houve uma queda expressiva na quantidade de estudantes que se inscreveram para o Enem neste ano. E muitos motivos podem estar por trás disso. Incluindo a crise econômica, o desemprego, a redução orçamentária das verbas de Educação neste ano, entre outros fatores.

Porém, outro fator importante também pode e deve ser considerado para esta análise. Nesse sentido, é preciso lembrar que o ano de 2020 foi um ano atípico para a Educação. Afinal, a partir do momento em que a pandemia começou a registrar os seus casos também no Brasil, o ensino teve que ser rapidamente modificado para se adequar a um novo formato. E foi assim que as aulas a distância ocuparam este espaço de protagonismo na Educação.

Desde o mês de março de 2020, as aulas presenciais já não são a realidade da maioria dos estudantes. Sendo assim, tanto estudantes quanto professores e equipe administrativa tiveram que se adequar a um novo formato de ensino. Desta vez, a distância.

O ensino então, a partir de 2020, passou a ser predominantemente a distância, sendo oferecido, portanto, por meio das ferramentas digitais disponíveis. Dentre elas, se pode destacar a plataforma do Google Meet e do Zoom, assim como o Youtube como um portal de onde puderam ser publicados vídeos didáticos, assim como realizar transmissões ao vivo reservadas somente para alguns usuários, as chamadas lives privadas.

Novo formato de aulas a distância surpreendeu estudantes e professores

Em outras palavras, os estudantes se depararam com um formato completamente novo de ensino. Um formato para o qual não puderam passar nem mesmo por algum período de adaptação. Não houve escolha. Foi necessário partir, quase que imediatamente, para esse novo sistema de aprendizagem para o qual muitas pessoas não estavam preparadas.

Em um tempo recorde, os professores tiveram que aprender a manusear as ferramentas digitais que proporcionariam o oferecimento das aulas, assim como os alunos também tiveram que se habituar a este novo modelo de educação. E por mais que muitos tenham se adaptado de forma rápida ao novo formato, há quem não tenha conseguido se acostumar a aprender dessa forma de uma hora para outra.

Além disso, pesa nessa equação o fato de que uma boa parte dos estudantes não possuem acesso livre à Internet, e nem possuem de bons equipamentos, para acompanhar as aulas que passaram a ser ministradas online. E estes casos acabaram por piorar ainda mais o dia a dia dos estudantes, especialmente daqueles que estavam no último ano do Ensino Médio e que, portanto, poderiam estar se preparando para fazer o Enem do ano passado.

Nesse sentido, temos que não é difícil concluir que um grande número de estudantes desistiu de cursar o seu último ano do Ensino Médio neste formato, adiando, portanto, os planos de concluir mais esta etapa de estudos. E com isso, é possível que esse cenário tenha sido um fato gerador para o baixo número de inscritos no Enem 2021. Afinal, se muitos estudantes não se formaram no Ensino Médio de 2020 para cá, é fato que muitos deles também tenham desistido de fazer a prova do Enem, ainda que fosse na condição de candidato treineiro.

Neste ano de 2021, muitas instituições de ensino da rede pública e da rede privada continuam com as aulas online. A migração para as aulas presenciais já está acontecendo em algumas regiões do país, mas as aulas a distância ainda ocupam uma boa parte das escolas no país neste momento em que a vacinação ainda não chegou para todos. E com isso, pode ser que o Enem 2022 se mantenha no mesmo nível de número de estudantes inscritos. Resta saber se até lá, a perspectiva dos estudantes sobre o Ensino Médio e a prova do Enem em si já tenha retornado para um patamar mais socialmente justo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

site responsivo

7 dicas para criar um site responsivo