in

E-Business: Conheça um novo modelo de negócios

O E-Business é um novo modelo de negócio digital. O uso da internet tornou-se cada vez mais corriqueiro e fragmentado em nossas vidas, isto é, já passou o tempo em que isso significava apenas busca de informação e estar nas redes sociais. Atualmente, o mundo digital tem mudado a forma como as pessoas compram também. 

Agora, os modelos de comércio eletrônico são tão sofisticados, que fizeram surgir um grande ambiente para sustentá-lo. Esse artigo tratará do E-Business, de suas estruturas, e também mostrará a diferença clara entre este e o E-Commerce.

O que é E-Business?

A tradução de E-Business para nosso idioma (Negócio Eletrônico) nos ajuda a elucidar esse conceito já a partir de seu nome. Mesmo assim, o termo é bem abrangente, pois trata-se de todo negócio cujas etapas de seu processo se desenvolvem inteiramente no meio digital.

 Do modelo de negócios, ao marketing, à logística, ao relacionamento com o cliente, até às próprias vendas – tudo é feito sem um espaço físico.

É possível ter uma visão desse conceito na prática ao observar os diversos serviços de streaming que andam em uma crescente no mercado. Plataformas como Netflix e Amazon Prime Video são exemplos de E-business conhecidos do público geral. 

Mas, esse modelo de negócio está presente também em aplicativos e plataformas de ensino. Por exemplo, quando um curso em EAD é criado todo pela internet, de forma que não haja qualquer interação física, pode-se dizer que esse curso é feito nos moldes do E-Business.

Qual é a importância deste novo modelo de negócios?

Por causa da demanda cada vez mais em alta do público, o E-Business tem passado por um crescimento expressivo. Isso decorre dos próprios hábitos do consumidor, que estão diferentes. 

As pessoas cada vez mais usam plataformas de streaming para consumir entretenimento, seja em filmes, músicas ou séries. Também incorporaram os aplicativos em suas vidas, seja para trabalhar, se exercitar e até mesmo aprender novas habilidades nas chamadas plataformas de E-Learning. Podemos elencar com facilidade as vantagens do E-Business:

  • Nesse modelo, não é preciso lidar com todas as despesas de um negócio puramente físico.
  • Não há sazonalidade (produtos eletrônicos ficam disponíveis durante todo o ano)
  • Eficácia na gestão
  • Segurança na gestão
  • Reconhecimento da marca no cenário digital
  • Otimização de todos os processos da empresa
  • Vantagem econômica para empresários e investidores, pois os custos são menores e a possibilidade de lucro é maior.

A grande chave que o E-Business “vira” no mundo dos negócios é a otimização de todos os processos. Ao centralizar e automatizar as atividades, seja de logística, marketing e vendas, a tendência é o menor risco, menor tempo e maiores ganhos. 

E-Business e E-Commerce são a mesma coisa?

Por estarem no mesmo cenário digital, e até mesmo por terem nomes parecidos, é fácil confundir um com o outro, mas existe uma diferença essencial entre E-Business e E-Commerce, que é o escopo de cada um.

Basicamente, o E-Commerce está contido dentro da estrutura maior, que é o E-Business. Em outras palavras, o comércio eletrônico decorre do negócio eletrônico; nunca o contrário. 

É sempre o E-business que abarcará todas as etapas do processo, seja a concepção do modelo de negócios, o planejamento, a logística e a execução. 

No E-Commerce há uma necessidade da entre de um bem de produto ou serviço. Tal importância é decorrente da necessidade de entender como conseguir fornecedores, de alta qualidade e confiança.

Estrutura do E-Business

Devido a ser um sistema complexo, que envolve muitas etapas, o E-Business se desmembra em diversos componentes, tais quais E-BI, E-Procurement, E-SCM, E-ERP, E-CRM. A observação detalhada de cada um mostrará o quanto esse modelo de negócios é abrangente e vantajoso.

E-Commerce

É o ramo mais visível do E-Business, de maior contato com o público. Um exemplo de E-Commerce são as lojas virtuais, que se constituem em uma manifestação mais concreta de E-Business. É a parte do negócio eletrônico que fica mais às vistas e ao alcance do público geral, pois mexe com a mostra e consumo de produtos em sites de lojas ou em marketplaces. 

E-BI

Também conhecido como Business Intelligence, e pode ser compreendido pelo conceito de informação. 

Business Intelligence se trata de dados coletados, organizados, cruzados e analisados. A importância dessa prática é o conhecimento da direção que o mercado do E-Business toma a todo momento. 

A partir dessa informação, é possível traçar estratégias, entre outras, de marketing, venda ou de relacionamento com o público.

E-Procurement

Este ato dentro do E-Business se refere ao relacionamento entre empresa e fornecedores. 

Essa comunicação ocorre de duas maneiras: e-sourcing ou e-informing. O primeiro também é conhecido como “leilão reverso”e consiste em vários fornecedores que oferecem lances à empresa, e esta irá escolher os fornecedores que mais atendam seus interesses. 

Já no e-informing esse elo ocorre entre empresas e vendedores, a fim de criar uma rede confiável de fornecedores.

E-SCM

Acrônimo para Supply Chain Management, cuja versão em português é “gestão de cadeia de suprimentos”. 

Está intimamente ligado ao E-Procurement, mas não devem ser confundidos. Enquanto o E-Procurement trata de conexão entre empresa e fornecedor, o E-SCM lida em administrar a cadeia de fornecedores gerada. 

Na prática, essa estrutura irá trazer eficácia no fluxo de recursos, ou seja, questões de armazenamento de produtos, manutenção e entrega.

E-ERP

Ao ter em vista que o E-Business existe para trazer celeridade ao processo de um negócio, o E-ERP é a ferramenta que permite isso. 

Esse software facilita as administrações de todos os processos do E-Business. De forma central e sistematizada, o E-ERP traz informações sobre fluxo de caixa, inventário, pagamentos, emissão de notas, dentre outras atividades de processos internos de uma empresa. 

E-CRM

Até então, vimos as estruturas que lidam mais com os elementos da empresa propriamente dita, mas é importante lembrar que o E-Business também se dedica em especial ao consumidor. 

Desta forma, o E-CRM, ou Customer Relationship Management é um software que lida com o cliente, ao levar seus dados. É muito usado para otimizar e personalizar as ações das equipes de marketing, vendas e de atendimento ao consumidor.

crm

Conclusão

O sucesso das vendas nada mais do que um espelho que reflete a saúde de uma empresa. Por isso, é de extrema importância entender como fazer uma pesquisa de Fornecedores, de maneira a contribuir para o sucesso do seu negócio!

Quando tudo corre bem do lado de dentro, no planejamento e na logística, é mais fácil que isso se repita do lado de fora, na propaganda e nas vendas.

Com tudo isso, é notável o quanto o E-Business fará diferença em um empreendimento, pois suas ferramentas não se reduzem à organização e gerenciamento, mas também à expansão da marca, ao relacionamento com o cliente e à divulgação em larga escala de produtos. 

Certo que é de vital importância o domínio das ferramentas e dos costumes dos negócios online, portanto investimento tanto em softwares quanto em conhecimento e treinamento é prioridade!

Para que os processos internos de sua empresa sejam otimizados, e sua marca seja visível a um público qualificado e esteja sempre acima no ambiente da concorrência, o E-Business é indispensável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 dicas para reduzir custos com Vendas

Por que a user experience é tão importante para as empresas