in

Como escolher o melhor antipulgas para o cãozinho?

Fatores como peso, idade e tipo de moradia podem influenciar nessa decisão

Oferecer uma melhor qualidade de vida para o seu animal de estimação é sinal de amor e afeto por seu companheiro de quatro patas. Isso inclui dar carinho e atenção, mas também oferecer boa alimentação, água fresca, um lugar adequado para dormir e, é claro, alguns cuidados preventivos.

Um deles é o uso de algum tipo de remédio antipulgas, afinal de contas, esses parasitas são muito presentes nos pelos tanto de gatos, quanto de cães. Nessa hora pode pintar aquela dúvida: qual o melhor tratamento antipulgas disponível no mercado atualmente?

Para responder a essa e outras perguntas é preciso analisar alguns aspectos, como peso, idade e estilo de vida do seu pet. Com essas informações fica muito mais fácil escolher o produto ideal para deixar o seu cão livre de pulgas e, em alguns casos, de outros insetos, como carrapatos e mosquitos.

Prevenção e cuidado

Quando se fala em antipulgas, muita gente acredita que esse tipo de medicamento se restringe a situações de infestação, quando o animal apresenta um quadro de coceira intensa em razão desses e de outros parasitas que ficam alojados nos pelos do animal.

A questão é que não necessariamente é preciso esperar que o animal chegue a uma situação emergencial para que você tome algumas medidas. Isso implica, por exemplo, no uso de remédios e acessórios preventivos com ação antipulgas no trato diário.

É claro que fazer isso demanda vários cuidados. O primeiro deles é saber o peso e a idade do cachorro para encontrar a medida certa, no caso de medicações como comprimidos e medicamentos via oral.

Conhecer os hábitos do pet também vai facilitar a escolha do antipulgas, já que um cachorro que tem mais contato com outros animais terá muito mais chances de adquirir pulgas do que um cão que vive mais isolado. Locais como sítios e regiões litorâneas também são mais propensas à infestação desses insetos.

Por último, mas não menos importante, vale a pena analisar junto com um médico veterinário da sua segurança qual o melhor método para o seu cachorro. Para facilitar, separamos os mais modernos e indicados pelos especialistas.

Comprimido

A ação dos comprimidos é bastante eficaz porque acontece de dentro para fora, o que faz com que essa opção seja bem interessante para o seu pet. Sem falar que a maioria dos comprimidos consegue ajudar na eliminação de pulgas adultas, evitando, assim, o ciclo reprodutivo.

Existem ainda no mercado algumas medicações que conseguem, inclusive, inibir a reprodução desses parasitas. A proteção vai variar de acordo com o fabricante, indo de um até doze meses, fator que deve ser observado para fazer a manutenção periódica.

Coleira

Outra opção no combate às pulgas é o uso de coleiras antipulgas. Elas têm uma ação repelente, inibindo insetos como pulgas e mosquitos. A coleira é colocada no pescoço do animal sem nenhuma toxicidade, já que o seu princípio ativo é liberado gradativamente para eliminar e prevenir a presença de parasitas.

A coleira deve ser usada normalmente e não precisa ser removida para nada. Em relação ao tempo de uso, é preciso obedecer às recomendações do fabricante, já que existem modelos que mantêm a eficácia de seis a oito meses.

Pipeta

Para quem gosta de praticidade, a pipeta é uma das opções mais indicadas. Basta aplicá-la na região dorsal do cão, isto é, na nuca, evitando assim o risco de ingestão do medicamento.

A pipeta é muito indicada para animais que têm dificuldade de ingerir remédios via oral, além de ser um método seguro para cães que ficam mais em casa, sem tanto contato com outros bichos.

Spray

Os sprays antipulgas, por sua vez, são indicados como um complemento em casos de infestação, facilitando a eliminação dos parasitas em momentos de maior urgência.

O cuidado para evitar o aparecimento de pulgas abrange ainda a limpeza dos locais onde o cachorro circula e dorme, bem como de seus brinquedos e outros utensílios. A higiene diária pode ser complementada com o aspirador de pó. E, lembre-se, durante a limpeza o seu pet precisa ficar longe do espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diferenças entre bolsas flat e clutch e como criar looks com elas

Twitter Ads: como investir no seu negócio?