in

Como desenvolver um processo criativo?

Muitas pessoas confundem ter criatividade com estabelecer um bom processo criativo. Na prática, pessoas que são consideradas muito inventivas, por vezes, não são mais nem menos criativas que outras, mas sim, sabem melhor organizar seu processo de criação. 

Essa diferenciação é muito importante, porque a criatividade em si pode ser considerada como uma habilidade de inovar, construir ou inventar alguma coisa inédita. É uma característica encarada como um dom, um talento especial que poucas pessoas têm. 

O fato é que, por mais que alguns indivíduos sejam mais dotados de capacidade de enxergar novas formas de realizar um serviço ou novidades que podem ser incorporadas a um produto, o que realmente faz a diferença é ter um processo criativo claro e organizado. 

Afinal, por mais que um cantor tenha diversas ideias em sua mente, se ele não organizar seu processo criativo para conseguir compor, nada terá a apresentar quando chegar em estúdios de música ou casas de show. 

Neste texto, vamos dar dicas de como desenvolver seu processo criativo, trazendo a importância desse método para qualquer área de atuação, além de quais vantagens podem ser obtidas ao se elaborar bem esse processo. Acompanhe!

O processo criativo na prática

O processo criativo consiste em um planejamento para que se possa exercer a criatividade. Corresponde a ideia de colocar em prática o que a criatividade gera na mente, fazendo assim com que algo seja efetivamente construído ou produzido. 

Para isso, um dos principais elementos que podem ser destacados é a necessidade de organização. É controverso falar em organização quando falamos em criatividade, uma vez que existe o estereótipo da pessoa muito criativa, porém, muito desorganizada. 

Isso, porém, não se converte em realidade na prática, afinal, até mesmo os mais bagunceiros artistas, ainda assim possuíam um método próprio de organização para que a criação pudesse acontecer. 

Sem isso, por mais criatividade que uma pessoa possa possuir, jamais conseguirá colocar suas ideias em prática e de fato renovar. 

É necessário que haja uma constância de hábitos que alimentem sempre a criatividade, bem como o estabelecimento de uma rotina que favoreça a criação. 

Além disso, deve-se ter em mente que é sempre possível inovar. Em um setor de impressão de catálogo, por exemplo, buscar novas tecnologias e maneiras de atender melhor o público são formas de entrar em um processo criativo para melhorar a empresa.

Outro ponto interessante é que o processo criativo exige disciplina e dedicação. É isso que diferencia o criativo daquele que tem um bom processo criativo. O primeiro imagina, enquanto o segundo faz. 

Há um exemplo conhecido de um escritor que se obrigava a ficar sentado durante uma hora durante todos os dias para escrever, conseguindo ou não. 

Ainda que ele não tivesse ideias, nada poderia fazer naquela hora, o que eventualmente o obrigava a escrever mesmo quando não se sentia muito inspirado. 

Insistir em um problema pode ser pior em alguns casos, mas não ter disciplina para buscar a solução também não é bom. 

Se a questão que precisa ser tratada é como instalar iluminação para evento em um espaço, desenvolver um processo criativo, olhando para o local e insistindo, é certeza de encontrar uma solução. 

Por vezes, o difícil do processo de criação é iniciar, e aí entra a necessidade de uma rotina estabelecida que leve a isso.

Mas, então, como iniciar o processo criativo?

Uma vez que já se foi falado do contexto ideal para que o processo criativo se estabeleça, é importante reforçar o que leva ao seu início. Para tanto, destacamos três ações que são fundamentais para que seja possível pensar em colocar a criatividade em prática.

A primeira delas é a atenção, quando há a percepção de que um problema ou questão precisam ser resolvidos, e isso urge a busca por uma solução de forma criativa. Qualquer coisa pode ser um gatilho, e nem sempre o que chama a atenção é o problema em si.

Pode ser que, ao organizar um evento, você preste atenção na ausência de um painel e o próximo passo seja buscar uma solução, que seria um projeto data center. Isso só foi possível através da atenção. 

O segundo ponto importante é a fuga, que corresponde ao que chamamos de “espairecer” ou “arejar a cabeça”. 

Pensar em outros assuntos pode nos fazer chegar justamente a solução daquele problema anterior. Isso fez parte do processo criativo de Isaac Newton, ao traçar uma de suas famosas leis após a queda de uma maçã em sua cabeça. 

O terceiro pilar para dar origem ao processo criativo é o movimento, ou seja, a atividade física. 

Estar com o corpo em movimento gera oxigenação do cérebro, além de relaxamento, e estimula a concentração profunda, o que faz que encontremos ideias e soluções sem nem procurar. 

Às vezes, algum detalhe em um banner para academia que você percebe enquanto se exercita pode ser justamente a chave para solucionar um problema nas placas de seu negócio, que até então nem havia sido notado ainda. 

Muitos inventores e empreendedores relatam que é na hora de exercícios físicos que conseguem compreender diversas questões inerentes a seus trabalhos e chegar a soluções que há muito procuravam sem conseguir encontrar.

Com isso em mente, podemos focar agora em compreender de que forma é possível estimular a criatividade para dar ainda mais ênfase ao processo criativo. 

Como estimular a criatividade?

A criatividade, como mencionado, é peça chave do processo criativo, pois será a força motora por trás do planejamento e trará a ideia que terá sua execução através do método. 

Com isso, para estimular a criatividade, é necessário sempre manter a mente alerta. Portanto, algumas formas de sempre alimentar sua criatividade são:

  • Buscar atualizações sobre seu ofício; 
  • Ler muito – e não só sobre trabalho;
  • Buscar formas diferentes de realizar tarefas cotidianas;
  • Estar sempre aberto a inovações;
  • Ter tolerância com erros.

Dessa forma, você mantém sua criatividade afiada e, em um momento simples de lazer, poderá pensar em todo o conteúdo do flyer digital que precisava desenvolver para sua empresa, por exemplo. 

Outra possibilidade de estabelecer um processo criativo é realizar o brainstorming, tanto coletivo, quanto individual. Isso se traduz em deixar que a criatividade corra solta e aponte as melhores ideias, para que haja uma boa quantidade de opções a serem trabalhadas. 

Isso pode ser feito de forma individual, ao pensar sozinho em um problema e tentar apenas criar a maior quantidade de informações que poderão, em um momento posterior, levar a solução, mas que também pode ser feito em conjunto. 

O processo criativo não necessariamente é uma atividade solitária, muito pelo contrário. Por vezes, o estímulo da criatividade virá justamente em conversas com outros e conclusões que foram atingidas em conjunto, por meio do brainstorming ou qualquer outro método. 

Mas, após tanto apontado sobre como realizar o processo criativo, o suficiente para preencher um folheto a3 com informações sobre o desenvolvimento, ainda fica o questionamento de quais seriam as vantagens desse processo. 

Isso que buscaremos elucidar no próximo tópico. 

Vantagens de elaborar o processo criativo 

A principal vantagem é dar vazão à criatividade, sem sombra de dúvida. Mas não apenas essa pode ser apontada como uma vantagem de estabelecer o processo criativo. 

Em relação à criatividade em si, o processo criativo não somente pode dar chance de exercê-la, como também dá elementos para alimentá-la, criando um círculo virtuoso no qual o processo criativo e a criatividade se baseiam mutuamente. 

Além disso, no banner informativo do processo criativo, é possível incluir também como outros benefícios criar inovações, favorecer a comunicação, buscar sempre a superação de limites e mais avanços na carreira e vida pessoal. 

Da mesma forma que a criatividade precisa de coragem, determinação e curiosidade para que possa existir, o processo criativo necessita de planejamento, esforço e inovação, para que também seja capaz de gerar frutos. 

Considerações finais 

Como buscamos argumentar neste artigo, a criatividade é a força que leva à inovação, à construção de novas ideias, à produção de produtos, serviços e cultura, bem como modela a sociedade e faz com que ela avance. 

Porém, igualmente importante é o processo criativo, que será o canal pelo qual a criatividade poderá ser exercida, dando vida e colocando em prática o que foi imaginado e projetado. 

Para tanto, é necessário que a pessoa criativa também seja dotada de senso de organização, de disciplina e perseverança, para que possa continuar em busca das soluções para os problemas que se apresentam. 

Como mencionado, é relevante também que se faça pausas, pois o processo criativo é constante e, por vezes, se torna ainda mais afiado e aguçado quando o foco é desviado, gerando ainda mais espaço para a inovação.

É com foco em alimentar a criatividade sempre e estruturar um processo criativo que funcione que pessoas podem produzir coisas novas e transformar a sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncios em datas comemorativas. Qual a sua importância?

Como escolher a tipografia ideal para um anúncio?